Google+ Followers

03 setembro, 2012

Pastores entre ovelhas e Ovelhas entre lobos



“Ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel” (Mateus 10:6)

“Eu os estou enviando como ovelhas entre lobos...” (Mateus 10.16).

Jesus está treinando e preparando seus discípulos. Em um determinado episódio, o Mestre os envia pelas terras e aldeias da palestina, desprovidos de dinheiro, alforge, e outros recursos básicos e necessários. Observando isso, compreendemos porque Jesus usou a expressão “ovelhas no meio de lobos” - denotando total fragilidade e dependência.

Neste contexto, Jesus destrói o conceito de auto-suficiência pastoral ou ministerial. Ao mesmo tempo em que o Mestre nos ensina que os discípulos devem ser pastores para as ovelhas perdidas, Ele também ensina que esses mesmos pastores são também como ovelhas – no meio de lobos. Exemplo:

Davi era o pastor de Israel. “Então, todas as tribos de Israel vieram a Davi... dizendo: ‘...O Senhor te disse: _Tu apascentarás o meu povo’” (2 Sm 5.1-2). Mas esse mesmo pastor escreveu um dos mais belos Salmos dizendo: “O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará” (Sl 23.1). Não há pastor nesta terra que não seja ovelha. O supremo pastor é Cristo. Ele é quem nos envia como ovelhas para o meio de lobos, e Ele também é quem nos diz “As minhas ovelhas ouvem a minha voz... e elas me seguem... e ninguém as arrebatará das minhas mãos” (Jo 10.28). Mesmo como ovelhas no meio de lobos, estamos seguros em Cristo, pois o bom pastor nunca nos deixa sós – “...eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28.20).

A expressão “ovelhas no meio de lobos” também fala de sofrimento. No sermão do monte, Jesus já havia dito:

Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós (Mt 5.10-12).

Da mesma forma, ao enviar os 12, Ele os adverte dos sofrimentos:

Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas; E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios (Mt 10.17-18).

Nós, crentes brasileiros da atualidade, estamos longe de entender isso, pois o Brasil é um país livre e nossa fé já não provoca perseguição. Mas a verdade é que um verdadeiro profeta não poderá exercer todo o seu ministério sem passar pelo sofrimento. Mesmo no Brasil, Deus sempre permitirá provações e sofrimentos para que sejamos aperfeiçoados em Cristo Jesus.

Eis o paradoxo: os escolhidos de Deus são enviados como pastores a um mundo cheio de pessoas que vivem como ovelhas perdidas e aflitas. Ao mesmo tempo, somos enviados como ovelhas para o meio de lobos; uma vida missionária de sofrimento e total dependência de Deus – o qual é o Bom e Supremo Pastor que nos guarda e guia mansamente à águas tranqüilas.  

A todos, abraços e paz!

Twitter: @edercarvalho_

2 comentários:

  1. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu humilde blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
  2. Amém Pb. Antônio, fico muito feliz por suas palavras. Também acessei o seu blog, gostei e já estou seguindo. É muito bom poder compartilhar e aprender mais da Palavra de Deus. Abraço!!!

    ResponderExcluir