Google+ Followers

31 agosto, 2011

O Pecador, o Pescador e o Pastor




O canto do galo


Jesus havia dito: 

_Nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás. 

Mas, o pescador que ainda não se julgava tão pecador assim, respondeu ao Mestre: 

_Ainda que me seja necessário morrer contigo, não te negarei (Mt 26.31-35).


           Dito e feito. Pedro negou Jesus - por três vezes. E ao ouvir o canto do galo, Pedro lembrou das palavras de Jesus... “E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus que lhe dissera: ‘Antes que o galo cante, três vezes me negarás’. E saindo dali, chorou amargamente (Mt 26.75).” O discípulo camuflado ouviu como nunca a voz da consciência.



O pecador e o pescador


         Agora, reconhecendo sua real condição de pecador, Pedro sente-se indigno de ser discípulo de Jesus, e decide voltar a ser pescador.

           Já no barco, após uma noite inteira sem pegar um peixe sequer, eis que Jesus aparece na praia.

           Parece que o Senhor gosta de chamar os pecadores que se julgam indignos. Talvez porque Ele saiba que um homem de Deus é uma pessoa qualquer, que sabe que não é capaz de fazer por merecer o ministério do santo e perfeito Deus que em si mesmo tudo pode.


O pastor


Quando Pedro sentiu-se digno apenas de usar uma rede de um simples pescador, Jesus chegou para lhe oferecer o cajado de um pastor no reino de Deus.

O Senhor não precisa ignorar nossa realidade para nos fazer úteis em Sua obra. O pescador de peixes continuou sendo pescador, mas não mais de peixes, e sim de homens.
As seguintes quatro palavras com “p” constituem a linha de raciocínio desta reflexão: Pedro – Pecador – Pescador – Pastor.


Tu me amas?


Alguém pode dizer: “Mas todos são pecadores, quer dizer que todos estão aptos para o santo ministério?” Não exatamente. Todos são pecadores, mas nem todos se arrependem. Pedro era pecador, disso ninguém duvida, mas Pedro amava a Jesus.

Por três vezes o mestre lhe perguntou: “Pedro, tu me amas? (Jo 21.17)”. A resposta só podia ser uma: “Tu sabes que eu te amo.” Deus ama a todos, mas nem todos se sentem constrangidos por esse amor. Este é o segredo, amar a Jesus.

Meu pai, Pr. Esequiel Carvalho, sempre ensinou a mim e a meus irmãos dizendo:


_Filhos, primeiro amem a Jesus, depois amem a Jesus, e finalmente, amem a Jesus.

Não posso deixar de concluir chamando a atenção para o ponto de partida de um grande ministério. Tudo na vida de um escolhido de Deus começa no momento em que ele reconhece seu pecado e insignificância. O canto do galo é a voz de uma consciência marcada pela auto-decepção. Mas, que ironia, esta é que é a porta para o Reino de Deus.

“Arrependei-vos, porque é chegado o reino de Deus” (Mt 3.2).


Deus sempre transformará um pecador arrependido em um pescador de corações.


A todos, abraços e Paz!

Éder Billy Carvalho


3 comentários:

  1. Apesar de todas as nossas imperfeições sempre teremos mais uma oportunidade dada por Deus!

    ResponderExcluir
  2. Sei que não somos perfeitos mas Deus sempre nos estenderá a mão...

    ResponderExcluir